Formatos de papel

FORMATOS DE PAPEL

Couchê, jornal, offset, bíblia, cartão, vegetal, térmico e etc, são muitos os tipos de papel disponível no mercado atualmente, porém uma coisa que deve ser levada em consideração na hora de mandar uma impressão à gráfica é o padrão de formato que ela trabalha.

Os processos de fabricação de papel atualmente são altamente tecnológicos e movimentam uma gigantesca indústria, mas nem sempre foi assim. Mesmo após um bom tempo de sua invenção, as folhas eram produzidas basicamente de maneira bastante artesanal.

Porém, conforme o papel foi ganhando utilidade nos processos de escrita e impressão, mesmo com essa produção basicamente de manufatura, foi se percebendo a necessidade de padronizar sua produção, uma vez que cada produtor o fabricava conforme sua vontade.

Começou aí então a divisão padronizada dos tamanhos de papel, os formatos. Atualmente existem variadas padronizações quanto a isso, porém três delas são mais usadas dentro da indústria gráfica, são elas: AA, BB e DIN.

HISTÓRIA DO PAPEL

Para compreender como a divisão por padrões de formatos começou é importante que se sobre os fatos históricos que levaram a formação do papel como conhecemos hoje.

A invenção da escrita foi um grande divisor de águas na história da humanidade, mas o suporte de onde se escrever sempre foi algo muito pensado pelo homem. No inicio, os textos eram reproduzidos por entalhamento em madeira, placas de argila, entre outros materiais extremamente pesados e não cômodos.

Com o passar do tempo, no Egito antigo, alguns sábios verificaram que podia se retirar fibras do papiro, um tipo de capim que crescia as margens do Nilo, e então produzir uma folha que levou o mesmo nome dessa planta. Porém o papiro, não foi tão difundido em outras culturas naquela época.

Avançando um pouco mais na história, começou-se a usar os pergaminhos, eles eram feitos com couro tratado de bovinos, logo, eram muito mais duráveis e práticos que as antigas placas de madeira ou argila.

Porém, foi na China, pouco mais de um século depois de cristo que nasce o papel, sendo criado por Tsai Lun. Sua produção, primordialmente, era feita através de um processo onde reunia fibras de arvores e de roupas velhas, essa forma de se fabricar passa por contínuas adaptações até chegar aos moldes conhecidos atualmente.

O QUE SÃO FORMATOS

Tendo isso em mente, é importante saber que foram os árabes que difundiram a invenção chinesa por toda Europa e isso fez com que o papel começasse a ser amplamente utilizado para produção de textos e livros, até então escritos a mão.

Com a imprensa de Gutenberg muitos nobres e burgueses encomendavam a impressão de livros (a bíblia, em sua maioria) para ter em casa. Isso faz com que a demanda por papel cresça de forma meteórica.

Nessa época começou-se a perceber a necessidade de uma padronização da produção de papel, pois cada artesão fazia à sua própria vontade. E começa então, já nessa época, a se padronizar os formatos produzidos de papel.

FORMATOS MAIS USADOS

Atualmente, as gráficas tem uma variedade de formatos à disposição, dentre os quais, 3 deles são mais comuns, tendo nestes uma subdivisão por tamanho, são eles:

Formato DIN

A0 – 841 x 1189 mm
A1 – 594 x 841 mm
A2 – 420 x 594 mm
A3 – 297 x 420 mm
A4 – 210 x 297 mm
A5 – 148 x 210 mm
A6 – 105 x 148 mm
A7 – 74 x 105 mm
A8 – 52 x 74 mm
A9 – 37 x 52 mm
A10 – 26 x 37 mm
A11 – 18 x 26 mm
A12 – 13 x 18 mm

Formato AA

AA – 76 x 112 cm
A – 56 x 76 cm
½ A – 38 x 56 cm
¼ A – 28 x 38 cm
1/8 A – 19 x 28 cm
1/16 A – 14 x 19 cm
1/32 A – 9 x 14 cm

Formato BB

BB – 66 x 96 cm
B – 48 x 66 cm
½ B – 33 x 48 cm
¼ B – 24 x 33 cm
1/8 B – 16 x 24 cm
1/16 B – 12 x 16 cm
1/32 B – 8 x 12 cm

IMPRESSÕES EM CURITIBA

A Pinhal Graph foi fundada em 2001, sendo uma ramificação da Carimbos Pinhal atuante no ramo de carimbos desde 1970, vem se consagrando no mercado de impressos. Atua na produção de cartões de visita, panfletos, folders, pastas, impressos comerciais e promocionais, dentre outros.  Entre com contato  (41) 3019-9179 / (41) 3019-927