Impressão Offset

RED - POST -IMPRESSAO OFFSET- 11042016

A impressão é dividida em vários sistemas de impressão, o processo conhecido como Offset é um dos mais usados atualmente, entenda sua história e principais características.

A impressão offset é um sistema de impressão indireta, onde papel não entra em contato com a matriz. Os equipamentos deste tipo de impresso podem ser planos ou rotativos, dependendo do substrato a ser reproduzido tratar-se de folhas ou bobinas.

HISTÓRIA

O offset não apresenta relevos, ou seja, não é como um carimbo. Esse processo deriva da Litografia, um antigo sistema de impressão. Na matriz os grafismos (áreas a serem impressas) aderem a gordura, portanto como a tinta offset é gordurosa, somente essas áreas retém a tinta, que são transferidas para a blanqueta, um rolo de borracha que depois passará a imagem para o papel.

A matriz (chapa offset) é legível mesmo antes da impressão, diferentemente dos processos diretos onde a matriz é espelhada (texto escritos invertidos).

Apesar do surgimento no início do século passado, sistema só chegou ao Brasil na década de 1920, mesmo assim de forma lenta e pouco difundida. Isso ocorreu porque era complicado realizar a transição da tipografia para offset.

Mesmo com lento desenvolvimento do setor, em 1922 a Companhia Lithographica Ferreira Pinto, do Rio de Janeiro, resolveu empregar mais novo método de impressão. Na época, a empresa imprimia quase que exclusivamente para a fábrica de cigarros Souza Cruz. Dois anos mais tarde, em 1924, foi a vez da Gráfica e Editora Monteiro Lobato, de São Paulo, dar sinais de modernidade ao fazer uso de equipamentos offset. Desde então a esse processo só evoluiu e ganhou mercado.

ESPECIFICAÇÕES

Para impressos em várias cores é necessário uso de várias chapas, uma para cada cor (basicamente 4 cores, CMYK Cyan / Magenta / Amarelo / Preto, que proporcionam a mistura por pontos) só sendo necessário uso de mais chapas para cores especiais. Como prata, ouro e cores Pantone.

Para que as chapas possam ser usadas como matriz no sistema, elas são gravadas no CTP (computer-to-plate), que é: o processo de produção das chapas usadas na impressão offset através do qual a matriz (chapa) é gravada através de laser ou de luz ultravioleta, controlado por um computador de forma similar às impressoras laser. Isto permite que a chapa seja gerada diretamente de um arquivo digital, sem a necessidade da produção de um fotolito intermediário.

Entintada, a chapa imprime a imagem na blanqueta e esta a transfere para papel. A tranferência é garantida porque papel é pressionado contra a blanqueta graças ao cilindro de pressão. A blanqueta é grande segredo da qualidade da impressão obtida: a imagem impressa no papel fica mais nítida porque a blanqueta trata de conter excessos de tinta; a chapa tem uma durabilidade maior porque seu contato direto é com a superfície mais flexível da borracha; finalmente, papel resiste bem ao processo porque não tem contato direto nem com a umidade nem com a maior quantidade de tinta da chapa (por ser viscosa, a tinta tenderia a fazer papel aderir à chapa, rasgand

O sistema offset é ideal para grandes quantidades de impressos, pois o papel corre pela máquina, e não precisa de nenhuma intervenção humana enquanto processo é feito. Mas não pense que humano não têm utilidade nessa hora. Pelo contrário, a máquina precisa de vários ajustes durante a impressão, seja na quantidade de tinta e água, ou seja, na hora em que um impresso for ter mais de uma cor.

IMPRESSÃO EM CURITIBA

A Pinhal Graph foi fundada em 2001, sendo uma ramificação da Carimbos Pinhal atuante no ramo de carimbos desde 1970, vem se consagrando no mercado de impressos. Atua na produção de cartões de visita, panfletos, folders, pastas, impressos comerciais e promocionais, dentre outros.  Entre com contato  (41) 3019-9179 / (41) 3019-927